quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Assim caminha a humanidade...

"... com passos de formiga e sem vontade!..."

Infelizmente, tenho pensado muito sobre como vivemos como humanos, em conjunto, em sociedade... O ruim é que todas as vezes que penso nesse assunto chego a conclusão de que estamos cada dia mais seguindo para o precipício.
Raciocinem comigo: Além dos bandidos assumidos que vivem por aí, que matam, roubam, furtam, sequestram, entre milhares de outros crimes que cometem, também existem aqueles que andam escondidos por trás de rostos e roupas comuns... esses, posso chamar de POVO!
Sim, um povo tão corrupto quanto os seus representantes. Loucos para se fazerem de espertos e passarem a perna em alguém. Pode ser passar a perna num garçom que esqueceu-se de cobrar alguma coisa na conta, encontrar algum dinheiro ou pertence que não é seu e ficar com aquilo sem nenhum peso na consciência, pode ser destruir o patrimônio público (que é seu e também dos outros): ônibus, orelhões, prédios, bancos..., pode ser destruir estabelecimentos e residências privadas (intitulando-se de manifestante): bancos, bancas, prédios, casas, lojas... porque quem destrói coisas não pode ser chamado de manifestante! Manifestante tem causa, tem objetivo e luta por aquilo que considera justo e não sai por aí destruindo coisas e bens sem eira nem beira de maneira aleatória e impensada!
Além disso, tenho visto cada dia mais pessoas que tiram motoristas de caminhão à força e saqueiam. Não existe outra palavra mais apropriada para explicar o que significa saque: SAQUE = ROUBO!
Então, você que tem ou não a coragem de mostrar a tua cara enquanto saqueia um caminhão (tombado ou não), fique sabendo que você não passa de um ladrão! Isso mesmo, ladrão igualzinho àqueles que você acha que deveriam estar na cadeia ou que àqueles que você condena quando te roubam descaradamente sentados de terno e gravata no banco do plenário!
É claro que felizmente nem todas as pessoas são iguais e que existem excessões. Ainda acredito que existam muitas pessoas corretas, honestas, pessoas do bem. No entanto, ainda acho que são minoria e que estamos sendo cada vez mais massacrados por uma sociedade que se deixa enganar por que também tem interesse em enganar os outros. Ainda acho que muita gente é corrompida todos os dias!

Espero estar errada (do fundo do coração!)... mas acho que não estou!

Se você concorda comigo ou não, deixe a sua opinião. Quero muito saber o que você pensa sobre o assunto!

Lívia.